Buscar
  • Pride Saúde Integrada

O significado do armário na jornada LGBTQIA+


O armário é um símbolo intrínseco da vivência LGBTQIA+. Curiosamente esse símbolo evoca diferentes sentimentos e é completamente dialético. Por um lado temos a figura do armário como a agressão, a vergonha, o asco, e a complexidade e compulsoriedade em sair dele, sendo assim um símbolo extremamente ansiogênico que muitos lutam para fugir e se verem livres.

Por outro lado temos a figura do armário como um casulo, o pseudo útero inanimado que serve como um espaço de maturação, auto conhecimento de onde o devir nasce; Atravessar esse espaço significa se colocar perante um escudo ou em muitos casos infelizmente, um disfarce.

Independente da forma que percebemos o armário, é importante entender a sua importância para a vivência LGBTQIA+. É uma faca de dois gumes.

Devemos entender que todos tem seu tempo, seja pra elaborar a ansiedade social relacionada a sexualidade ou a necessidade de amadurecimento emocional antes de encontrar o momento para sair de tal “casulo”. Também é necessário refletir sobre o porquê somos obrigados a sair do armário, tal ato que serve como obrigação afirmativa da nossa identidade pode produzir maiores dificuldades para os LGBTQIA+ em se aceitarem. A vida não é uma grande revelação, e a descoberta da identidade pessoal não é uma fogueira, e sim pequenos fósforos que são acesos aos poucos. É importante dar pequenos passos e garantir a segurança própria ao ““assumir”” a própria sexualidade (caso tenha vontade), é importante também se autorizar a fazer as coisas no seu tempo e não ceder a coerções externas impostas pela sociedade hétero normativa.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo