Buscar
  • Pride Saúde Integrada

USO DE DROGAS: Comunidade LGBTQIA+


De acordo com Junior et Al (2021) o consumo de substâncias não deve ser estigmatizado na população LGBTQIAP+.


Isso significa romantizá-lo?


Não, mas olhar para as especificidades que atravessam o uso, abuso ou até mesmo a dependência.


O que leva a droga sair do lugar recreativo para o compensatório?


Qual o significado da droga na vida da pessoa?


Há diversas situações adversas associadas a potencialização do uso de substâncias pela comunidade LGBTQIAP+. Dentre eles, Junior et Al. 2021 destaca o preconceito, discriminação, lgbtfobia internalizda, sorofobia internalizada, dinâmicas familiares conturbadas, além das diversas interseccionalidades que precisam ser olhadas em detrimento da estigmatização.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo